Lesão grave ao nível de comentadores

Embed from Getty Images

O Mundial 2014 está prestes a chegar ao fim e, graças a ele, tipos que até gostam de ver bola como eu por esta altura já estão saturados de todo o tipo de comentadores com que temos de levar ao longo da competição. É certo que existem vários estilos, para os mais variados (des)gostos e em formato de 90 minutos, 120 minutos (Menu prolongamento) ou até 120 + Acabamentos deluxe (Prolongamento e grandes penalidades). Isto para não falar do after hours, onde após o jogo em si, todo o tipo de comentadores (da ex-vedeta ao actual marreta) se debruçam incessantemente sobre a nobre arte de teorizar sobre jogos passados e especular sobre jogos futuros.

No entanto, acima de tudo, “privar” com estes comentadores é descobrir novos termos e expressões curiosas como “vigor competitivo” ou “um jogador que se projecta para a frente”, descobrir novas facetas históricas como o ditador “Vilela” da Argentina ou mais informações sobre craques como o holandês Van Piercing. Um fartote e só estou a pegar no jogo de ontem e a dar de borla sotaques e pronúncias.

O meu problema maior com estas situações (e não vou dizer que lá fora é que é bom, apesar de por vezes até ser) é que não me parece que escolham as melhores duplas narrador/comentador para este tipo de eventos, que “por acaso” estão no top mundial do mais relevante a nível desportivo. É escolhido o que há na prateleira ou o que dá mais jeito, sem pensar em quem está do outro lado. É raro ver nos canais portugueses duplas que resultem, talvez porque as que entram em jogo acabam por não trazer grande valor acrescentado ao acto de narrar/relatar um jogo para gente que está sentada no sofá algures, debitando informação, mostrando super cultura futebolística ou, como é comum, dando a impressão que se tem a mesma através do recurso a expressões vazias carregadas de futebolês e insights balofos de trazer por casa.

Quando tenho pachorra, no dia seguinte leio aqui e ali artigos de gente que percebe mesmo do assunto e penso “Se ouvisse isto durante o jogo, provavelmente tinha sido mais engraçado do que saber que o Pepe nasceu em Maceió ou que o holandês Huntelaar ficou para aí em 14º lugar na lista de melhores marcadores do campeonato alemão com 12 golos”.

Há quem prefira, em situações de jogo habituais, ligar o relato da rádio e tirar o som à TV. É natural, a rádio é um meio que não vive da imagem e, como tal, o narrador investe na emoção no relato do jogo jogado (apesar de alguns comentadores, curiosamente também presentes na TV, continuarem com comentários pesadões e de pouco valor acrescido). Mas, será assim tão difícil a quem tem essa função na TV, tentar replicar a receita ou trata-se mais da fatalidade “estes senhores são a nossa secção de Desporto e, sendo assim…”?

Bastaria simplificar – o gajo que narra tenta dar dinamismo às jogadas em campo, relatando-as e esforçando-se por não baralhar jogadores, selecções e treinadores. Pede-se vivacidade, alguma emoção e sentido de oportunidade ao passar a bola ao seu parceiro comentador. Dispensam-se insights históricos, mega festa de passagem de informações a la Arquivo Civil ou o excesso de bitaites de show off do género “Eu sei os 11 gajos do Uruguai que lixaram o Brasil no Maracanazo e vou dizê-los por ordem de altura”.
O gajo que comenta – tentar que aquilo não pareça um frete. Tentar não parecer que está a jogar em 4-4-2 Xanax. Não se perder nos labirintos da técnica e da táctica e dos sistemas de pressão que rapidamente se transformam em depressão. Não acrescentar futurismo de trazer por casa ou saudosismo de cortar os pulsos. Perceber de bola sem ter que mostrar que percebe de bola à bruta. Não amar em demasia o futebol.

Parece simples não é? Mas nunca ou quase nunca acontece, especialmente quando é mais preciso.

Anúncios

Tens a certeza disso que dizes?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s