A balada de Afonso Henriques na esquadra de Guimarães

Estátua_de_Afonso_Henriques_e_Castelo_de_Guimarães_em_Agosto_de_2010

A estátua de D.Afonso Henriques estava perto de perder as estribeiras na esquadra.
“Dizei-me uma vez mais que não posso ter dois minutos com esse tratante e, por Deus, juro que ireis levar o mesmo tratamento que em tempos dei à senhora minha mãe.”
O sargento mal levantou os olhos da papelada que tinha entre mãos.
“O Sôr Henriques tem que perceber que hoje em dia as coisas já não se passam como no seu tempo e que um tipo pode entrar onde lhe apetece de espada em punho e começar a fazer filetes…”

“Que dizeis biltre? Filetes? Não ouso perguntar que argumento do demo é esse, mas certo é que sem espada estou e a culpa é desse vil ser que escondeis nas vossas jaulas.” A estátua de Afonso Henriques só não espumava porque era feita de bronze.
“Vamos lá a ter cuidadinho com as palavrinhas Sôr Henriques. O tempo das conquistas e tal já lá vai, obrigadinho pelo país e tal, mas agora se calhar o melhor era ir lá para fora servir de apoio a uns quantos pombos.” O sargento Antunes usou a caneta para apontar para a entrada.
“Ah e esteja descansado, a gente vai tratar de devolver o que resta da espada quando esta embrulhada terminar. Não é que lhe faça muita falta, mas pronto…”

“Como ousais? Que é um homem sem a sua espada? Julgais que a independência foi acto de mão beijada? Que os infiéis nos deram as boas vindas com festa e reverência?”
“Certo, certo Sôr Henriques, isso é tudo muito bonito, mas com a sua idade…você tem quê 880, 900 anos? Ter a espada de pé já é um feito, é natural que a coisa viesse abaixo por dá cá aquela palha. O Meireles também teve um problema parecido com o seu eh, eh.” – Antunes gritou para o fundo do corredor, onde um seu colega aproveitava para revistar o seu próprio nariz, com calma e diligência. “Não foi Meireles, não tiveste que ir ao médico por já não conseguires ter a espada de pé, hein?”
Meireles voltou-se pausadamente, retirou o dedo do nariz e utilizou outro para fazer um gesto bem ostensivo em forma de resposta.

“Não compreendo esse linguajar de cão. Serás certamente arraçado de sarraceno, mas ficai sabendo que com ou sem espada, irei ter a minha justiça”. Afonso Henriques avançou em direcção à zona das celas mas, sendo uma estátua, toda a sua imponência se perdeu ao ter que se deslocar aos saltinhos, por não conseguir andar normalmente, em função da sua posição definitiva.
Contornando o balcão, o Sargento Antunes só teve que lhe dar um empurrão com mais força para ver a estátua de D.Afonso Henriques tombar, ficando a rodar muito ligeiramente.
“Lá tinha que estragar tudo Sôr Henriques. Armado em Conquistado nessa figura. Meireles, dá aí uma ajudinha, vamos colocar este valentão na B3.”

Horas mais tarde, dentro de uma cela, D. Afonso Henriques ou, mais precisamente, a sua estátua olhava com ar desalentado para as grades à sua frente. De repente, alguém o chamou, com a voz a vir de outra cela.
“D.Afonso, epá tenho que lhe pedir desculpa. Por minha causa está aqui nesse estado…”
“Nada temas jovem, não foste tu mas a minha imprudência que deu origem a esta situação.”
“Epá, fui eu sim senhor, eu sou o tipo que se pendurou na sua espada.”
“Ah, por Deus, mas que te levou a semelhante demanda. A minha figura não se te pareceu merecedora de respeito?”
“Sim, claro D.Afonso, mas a figura da Dânia diz-me mais qualquer coisinha e ela prometeu que…pronto…se eu lá fosse acima pendurar-me…aahhh, ela depois também se pendurava…eehr..não sei se está a ver”
“Não, não estou a ver. Mas deixa-me em paz agora, que nem um homem da minha envergadura é de ferro…”
“Pois não D.Afonso, a verdade é que o senhor deve ser de bronze eheh…”
“Olhai bem para mim…e agora ide-vos foder jovem.”

Baseado vagamente na notícia da quebra da espada de D.Afonso Henriques por um tipo que se pendurou nela e foi parar com os costados à prisão.

Anúncios

Tens a certeza disso que dizes?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s