Tipos de pessoas que regressam de férias

Tenho a vantagem de estar de férias a escrever isto enquanto a chuva lá fora debita gotas de raiva e angústia na cabeça dos que regressaram esta semana ao trabalho (e, no geral, em todos os que já regressaram de férias). Este começo podia dar origem a comentários desdenhosos, sobre chuva, férias ou o conceito “estar a escrever sentadinho ao computador em dias de tempo livre” mas isso passa-me ao lado.

Contudo, gostava apenas de deixar umas breves notas sobre aqueles que considero os três grandes tipos de “regressados de férias” e o seu impacto no ambiente profissional em que se inserem:

O dramático-pessimista
É um caso estranho, pois por um lado estas pessoas ostentam o mau humor típico das crianças a quem retiraram o brinquedo favorito, neste caso as férias, mas o seu fluxo de conversa põe em relevo tudo o que correu mal, mais as desgraças e despesas que as suas férias geraram. É como se o negrume do regresso às lides, tivesse efeito retroactivos, mesmo que tenham sido três semanas, com viagens a destinos paradisíacos e por aí em diante, pois haverá sempre algo de mau a salientar. Como é óbvio, tornam-se instantaneamente chatos para quem os tem que ouvir.

O épico-extravasante
Pode ter apenas estado fora três dias, mas tem 800 fotos no Instagram, 228 posts no Facebook e horas de conversa consecutiva para mostrar que as férias foram épicas, tenham sido em Formentera, no Dubai ou em Armação de Pêra. O problema, para além da avalanche de momentos, de restaurantes, de spots e de cenas divinais, é que em virtude desse frenesim das redes sociais, nós já sabemos tudo o que queríamos e não queríamos sobre essas férias. E vamos ter que ouvir tudo de novo ou mostrar skills na arte da evasão social. Como seria de esperar, também se tornam quase instantaneamente chatos para quem os tem que ouvir.

O “já foram”
Trata-se da malta que responde com saudade e evita grandes descrições. “Já foram”, “Foi bom mas acabou-se”, “Serviram para aquilo que era suposto” são generalismos que usam para se escudarem de entrar em grandes detalhes, concedendo aqui e ali perante pessoas mais insistentes e, estranhamente, perante amigos ou pessoas mais próximas. Como é previsível, tornam-se imediatamente chatos para os dois grupos anteriores, que perdem assim margem de manobra para manifestarem as suas visões sobre férias e regresso.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Tipos de pessoas que regressam de férias

  1. Então e aqueles a quem tudo correu bem e vêm com as baterias recarregadas para iniciar o trabalho? Não me diga que não há destes…
    Acho que já nem sei o que é a sensação de estar de férias…

Tens a certeza disso que dizes?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s