Telegramas dos Óscares 2015

nph_oscar_promo

Doogie Howser “Barney” MD – Não vi o total da tua performance mas, do que vi e do que li, a coisa não te saiu em pleno. A culpa pode ser de quem te escreveu as piadas, já que ao nível de canto e dança, os teus skills de Broadway cumpriram em pleno.

Houve uma senhora no E!, na parte da carpete vermelha, que tinha um vestido vermelho e, no background, estava um ramos de flores da mesma cor que parecia um acrescento. Não percebo um boi de moda, mas achei divertido. A filha do Ozzy Osbourne comenta moda e isso não é novidade, é só estranho.

A minha teoria do deficiente/doente/desadaptado vencedor de Óscar continua a valer em grande: mais dois este ano, o Hawkins e a senhora do Alzheimer.

A Oprah está grande.

Ainda me lembro quando o Redmaine era carpinteiro nos Pilares da Terra. É mais uma história de carpinteiros famosos que se superam para surpreender o mundo. Esperemos que não o venham a crucificar como fizeram a Jesus.

A Patricia Arquette em tempos foi um canhão. Agora limpa Óscares e tem discursos activistas de valor. Será que ela previu isto quando era Medium?

Gostei do momento cómico com a outra jovem e o Travolta, que se tinha baralhado o nome dela em tempos. Mas o Travolta estava ligeiramente creepy.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Telegramas dos Óscares 2015

  1. Não quero estragar-te a piada de Jesus (ainda para mais nesta época quaresmal) mas o Redmaine não era carpinteiro, era pedreiro. A Patrícia Arquette devia ter aproveitado os dotes de médium para adivinhar se alguma vez iria deixar de ser uma grande sonsa (não!) e não participar num filme que, de qualquer forma, escusava-se a maçada, mais valia toda a gente ter ido à sua vida depois do primeiro ano daquilo. Agora vou ver a cerimónia para ver se o NPH esteve assim tão fraquinho. Se esteve, ainda bem que dormi.

    • Ok, ok, para que a piada resulte podemos deixar a coisa no vago “trabalhava nas obras”?

      Eu até gosto da Patrícia Arquette (teve mais sorte com o nome que a irmã), mas o Medium desgastou-me a paciência e o “Boyhood” insere-se na categoria extremamente moderna de que isto não é apenas um filme, é uma “experiência de vida”.

      E em relação ao Doogie Howser MD, já tiraste as tuas conclusões?

  2. O Travolta dá-me arrepios, parece feito de cera, e para que é que foi aquele contacto físico todo?

    Algumas piadas de valor para Neil mas outras completamente descabidas como o gozar com o vestido da senhora que tinha acabado de ganhar o Oscar e de referir no discurso o suicídio do filho. Os momentos da plateia a interagir com os convidados foram sofríveis! Vale-lhe a excelente qualidade de teatralizar e cantar as cenas (Broadway Style!).
    Depois de Ellen estava com grandes expectativas para Neil Patrick Harris. Desiludiu!

Tens a certeza disso que dizes?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s