O supositório

Supositório

Gosto mais da palavra supositório do que do seu significado óbvio. E digo isto porque, perante esta nova condição paternal, o supositório voltou a ser reintroduzido (salvo seja) na minha vida.

Do objecto medicinal não há muito a dizer, toda a gente sabe para o que serve e como se administra, tirando o pequeno cidadão aqui de casa, que terá que esperar pela primeira vez que precise dele para entender melhor o que o espera.

Mas interessa aqui referir o meu entendimento filosófico do conceito alternativo do ‘Supositório’, um espaço na tua vida onde toda a gente gosta de introduzir suposições pouco criteriosas. Por vezes bem intencionadas, em certos casos feitas de puro pseudo saber empírico, quase sempre dispensáveis quando não solicitadas.

E, por mais paradoxal que possa parecer, é para este tipo de ‘supositório’ opinativo não há cu que aguente.

Anúncios

Um pensamento sobre “O supositório

  1. E ainda só passaram 15 dias. Felizmente, ao contrário do que acontece com o Ben-u-ron, as doses deste tipo de supositório têm tendência a reduzir com a idade da criança. Ou talvez sejam só os efeitos secundários traduzidos em sorrisos amarelos dos pais.

Tens a certeza disso que dizes?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s