É de noite e já vou embalado

Embalo a criança.
Embalo o gato.
Embalo o bolo, que com este tempo estraga-se se não for para o frigorífico.
Embalo a Catarina Furtado, bastou-me vê-la no ecrã durante três segundos para me lembrar que tenho logo de embalá-la para o outro lado do mundo.
Embalo o conto, se estiver a dormir não se lembra que não tem crescido.
Embalo gelo, faz sempre falta com este calor.
Embalo a noite, para que fique mais um bocadinho antes de ser dia.
Já não a embalei a ela, que o cansaço rouba-ma dos braços mais depressa do que pronuncio a palavra embalo.

Embalo um ponto final, pode dar jeito tê-lo bem conservado lá mais à frente

Anúncios

Tens a certeza disso que dizes?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s