Um sketch vestido de realidade a boiar num rio

Não tenho muito mais a dizer que isto:

Um personagem do Ricardo Araújo Pereira projectou-se no discurso desta senhora.

Para além de tudo o mais, as palavras ‘certezamente’ e ‘descomposto’ não são passíveis de ser utilizadas daquela forma sem propósitos de comédia.

E, no final de tudo, numa situação que mete drama e um cadáver, a obra prima – alguém que, negando ter visto um porco ou uma ovelha, achava mais provável à primeira vista ser ‘um palhaço daqueles que põem no meio do milho’ do que um corpo.

Abençoada realidade, mesmo em situações assim.

 

Anúncios

Tens a certeza disso que dizes?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s