Do fim da ‘Era dos Fritos’ à Mary Poppins

Com a São Silvestre dos Olivais encerrei a minha época desportiva no registo que é suposto – 10kms descontraídos, com um desnível mínimo para ajudar a desgastar os consumos da época natalícia. Foi soft e após a corrida ofereci ao meu pé a prenda que ele tanto queria – pelo menos uma semana completa de descanso para recuperar mazelas acumuladas e ausência do descanso necessário para curá-las.

Por outro lado, depois de um Natal mais ou menos controlado, a ‘região’ de Ano Novo trouxe uma avalanche de diversos e saborosos fritos, que se acantonaram lá em casa e se recusaram a sair sem ser comidos. De doces a salgados, a profusão de abastecimento foi tanta que chegámos ao ridículo pós-modernos de ‘E que tal um lanche de iogurte com granola e bola de carne?’ – bem, granola e bola rimam portanto a coisa deve fazer sentido de alguma maneira.

Chegado a dia 4 de Janeiro, ainda no período de repouso desportivo, o meu organismo já fez uma ameaça de greve caso o enfardamento continuasse – sosseguei-o rapidamente pois executámos o último frito na cozinha ontem ao final do dia. A rave de colesterol já está a dar aquela música para mandar a malta para casa.

Numa nota mais light, vi por estes dias aquela história ‘bonita’ da PL Travers e do Walt ‘Tom Hanks’ Disney que conta uma versão embelezada da odisseia de 20 anos até à produção do filme ‘Mary Poppins’ pela Disney – ‘Saving Mr. Banks’. Por um lado é interessante descobrir a história por detrás da coisa e que o Colin Farrell até se safa em papéis que não o levem para o registo action-azeiteiro, por outro a Emma Thompson e o Tom Hanks parecem muito cartoonishnos seus papéis, muito presos à imagem mítica dos personagens que representam.
No entanto, essa não é a nota maior que tirei do filme, essa vem do facto de que um filme biográfico de domingo à tarde vai muito bem com 2 pataniscas, 2 rissóis e 4 peixinhos da horta, acamados por uma mousse de chocolate com nozes. Argumento de sucesso.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Do fim da ‘Era dos Fritos’ à Mary Poppins

  1. Para que é que servem os amigos/vizinhos se não é para nos aliviar dos problemas? Combinamos hora para eu passar à vossa janela e fazeres descer uma cestinha de restos? Gosto de doces e de salgados.

    • Já vens tarde, aproveitei a semana de descanso do pé para treinar intensivamente o dente – no entanto, se estiveres interessada, tenho umas quantas passas, ginjinha e um mini pai natal de chocolate que se refugiou algures para evitar um destino trágico. Tudo combustível do bom para atestar às 5 e tal da manhã 😉

Tens a certeza disso que dizes?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s