Grabbing hands

‘The handshake
Seals the contract
From the contract
There’s no turning back
The turning point
Of a career
A career, of being insincere’

Apertos de mão, um mundo de sinais e capítulos seguintes. Mole é mau, forte é bom mas precisa de enquadramento. Selam coisas, trazem outras novas ou deixam tudo em aberto. Mãos suaves, mãos ásperas, mãos femininas em homens, mãos de homens em mulheres, tudo é possível se souberes o sinal secreto.
São breves, são longos, são a primeira parte de um ballet moderno, são o último acto de um adeus. Celebram a amizade, elevam a traição, retiram a confiança, carimbam destinos. Juntam-se outras mãos sobre eles, depositam-se beijos, avaliam-se relógios.
Quantas horas se passam a apertar mãos durante uma vida?

Anúncios

Tens a certeza disso que dizes?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s