Banda sonora de pensamentos para longas noites

maxresdefault

Quem tem filhos pequenos às vezes tem longas noites em que os intervalos são feitos de sono. Com febre, sem dramas, faz parte da viagem e quando não se dorme deixa-se a cabeça viajar por aqui e por ali.

Foi por ali que fiz uma pequena lista mental de músicas dedicadas à febre e, genericamente falando, há umas quantas especialmente se a metáfora for o amor. Não renegando os clássicos gosto desta sem videoclip que, apesar de estar bem sacado, atribui-me um conceito específico à música e eu prefiro-a em vácuo.

Outro tema, mais vasto e abordado de forma mais subconsciente, pois já tinha pensado nele várias vezes é a importância da música em filmes (falando especificamente, claro está, pois a música é para mim algo essencial na vida). Imagine-se ver um filme sem som e a emoção cai drasticamente e toda a envolvência torna-se muito mais racional.

E hoje de manhã, ajudado também por um tema pirata que deu à costa, cheguei de novo a umas quantas cenas de filmes, numa lista a rumar ao infinito, em que me lembro de ser miúdo e ter ficado preso pela banda sonora à cena, em registo murro no estômago. Assim de repente, ‘The Death of Sergeant Elias’ no Plattoon ou a ‘música da morte’ nos Intocáveis, esta última obra do mestre Morricone, que é e será sempre uma referência top no meu livro.

Mas, e porque era de sono e de noites que estava a falar, há um trecho que gosto muito e vem de um filme cuja abordagem pouco usual me cativa, quer no uso do Jim Carrey, quer em toda dinâmica premonitória dos reality shows. Trata-se de Truman Show e pelo meio de toda obra exemplar do Phillip Glass, este ‘Truman Sleeps’ para mim é uma receita mágica para relaxar, trabalhar, divagar, planear, suspirar ou, pura e simplesmente, ouvir.

Mas tu só gostas de som dado à melancolia meu madraço? Claro que não, há muita energia positiva, rima e violência gratuita nas minhas playlists, mas considero muito mais difícil criar melancolia sublime que não seja apenas choradinho por choradinho, do que hinos à alegria, com respeito pelo êxito original com esse nome.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Banda sonora de pensamentos para longas noites

    • Nada disso, o uso de lâminas é demasiado cliché e é uma maçada por causa do tétano. Certamente se encontrará outra música ou história de contra-efeito para manter a circulação intacta ou então contacta-se um vampiro da tua preferência… 😉

Tens a certeza disso que dizes?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s