A garagem Auto-Estima

Não recebia carros,
recebia pessoas.
Não fazia inspecções,
avançava introspecções.
Não trocava motores,
remendava corações.
Não trocava pneus,
explicava que nem tudo corria sobre rodas.
Não mudava o óleo,
a fuga nem sempre é uma opção.
Não afinava travões,
por vezes há que deixar ir, para o bem e para o mal.
Não retocava pinturas,
Só se conhece bem as pessoas quando se estala o verniz.
Não tinha bate chapas,
a vida é feita de amolgadelas.
Não alinhava direcções,
ninguém vive em linha recta.

Foi à falência.
Os clientes queixavam-se de que não eram enganados o suficiente para gostarem mais de si mesmos.

Anúncios

Tens a certeza disso que dizes?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s